Quando iniciar os ensinamentos éticos a uma criança?

February 23, 2011

Linkedin | Yohanna Faria

 
 
Vou contar à vocês uma história de quando o meu filho ganhou o seu primeiro cofrinho com 3 anos. Ele não entendia bem o que era aquilo, acredito que ele achava legal guardar aquelas moedas brilhantes. Um belo dia, viajamos à casa da avó do meu esposo. Lá estávamos os dois e de repente me deparei com uma situação inusitada, meu filho acabara de pegar uma moeda que não o pertencia e a guardou no bolso. No momento fiquei furiosa e tensa com a situação. Por um instante fiquei sem reação (mas esse momento não durou 1 segundo). Olhei para ele e disse; “o que você guardou no bolso.” Ele me disse que não era nada. Respirei fundo e falei para ele se ele não me mostrasse no “3” ele iria sofrer alguma punição. Contei até 3 e nada. Então falei para ele que ele iria para o cantinho “pensar” e quando ele soubesse o que ele estava guardando no bolso para ele me contar.

Ele chorou bastante e relutou, depois de 2 minutos no cantinho ele parou de chorar e então eu fiz a mesma pergunta. Foi ai que ele me mostrou a moeda. Naquele momento eu expliquei que a moeda não pertencia a ele e por isso ele não poderia agir daquela forma. Perguntei para ele se ele gostaria que alguém fosse à nossa casa e pegasse o cofrinho dele cheio de moedas. Ele disse que não.  Então eu pedi para ele ir até a bisavó, devolver a moeda e pedir desculpa. Quando ele chegou e mostrou a moeda para ela e pediu desculpa ela ficou sem entender. Contei para ela toda a história e ela deu a moeda à ele. Aproveitei a situação e expliquei para ele que ele só pode aceitar algo se foi dado para ele, caso contrário às coisas devem ser mantidas em seu devido lugar.

Os pais tem mania de acharem que um bebê “não entende de nada”. Tem pais que acha lindo quando o filho de 8 meses começa a dar “tapa” no rosto deles. “Nossa, olha meu filho sabe bater! Que lindo, não doí! É tapinha de amor!” É a partir deste gesto “lindo” que o seu filho passará a não ter regras.

Experimente falar não, com a voz firme e levemente alta para um bebê de 8 meses, você já viu a reação dele? Como ele tem essa reação se ele “não entende nada?”

Sim papais, eles entendem, ou melhor, sabem distinguir o seu tom de voz para o que é certo e o que é errado. A educação começa desde cedo. Os limites aos filhos devem ser impostos desde o primeiro dia de vida deles, só assim os seus filhos irão se tornar cidadãos do mundo. Explique sempre o ocorrido para o seu filho, pergunte-o como foi o dia dele, não o oprima, opressão causa revolta! Converse de uma forma leve e tranquila, com imposição que ele irá entender o recado. Nunca, jamais ria de algo que ele faça agora enquanto bebê, que você não gostaria que ele fizesse ao crescer. Até porque para nós pais os filhos são “eternos bebês”, mas diante deste pensamento, crie-os para o mundo e não para você, sem claro perder a essência materna e paterna. Até porque, nós adultos amamos um colinho de vez em quando, agora imagina nossos filhos.  

Eduque-os com ética e com respeito, mostre para ele que o desrespeito gera desrespeito. Converse sempre, essa é a melhor arma da educação. Não vire as costas para o problema, trate-o sempre com carinho e dedicação.

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Procuradora Geral da República Raquel Dodge certificou o Programa Compliance 4 Kids com o Selo Pró-íntegro

December 5, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes